Notícias

Na mídia

Porto de Santos bate recorde de cargas em 2021

Quando citamos os pilares da infraestrutura econômica nacional, é impossível não falar sobre o setor portuário e sua importância para a movimentação das importações e exportações no Brasil. Neste cenário, o Porto de Santos, maior porto brasileiro, localizado no estado de São Paulo, encerrou o ano de 2021 com um novo recorde de movimentação: 147 milhões de toneladas de cargas, 0,3% acima do mesmo período verificado em 2020, de acordo com dados do Santos Port Authority.

No total, as cargas de importação se sobressaíram com aumento de 10,4%, totalizando 43,9 milhões de toneladas. Já as cargas exportadas atingiram 103,1 milhões de toneladas, apresentando uma redução de 3,5%. A soja se destacou por aumentar 10,5% das movimentações, atingindo 23,3 milhões de toneladas, e os fertilizantes ficaram no topo do ranking das cargas de importação, crescendo 21,5% e somando 8,0 milhões de toneladas. Ambos os produtos foram essenciais para esse crescimento exponencial do porto em 2021.

As cargas conteinerizadas apresentaram crescimento expressivo de 14,2%, ampliando assim a movimentação para 4,8 milhões de TEU (contêiner padrão de 20 pés). No período analisado, dezembro foi o mês que melhor registrou a marca mensal da história para esse tipo de carga, com 452,6 mil TEU, alta de 3,5% frente a dezembro de 2020.

Roberto Veiga, Diretor de Atendimento da Costa Brasil, empresa especialista em Operações de Transporte Multimodal (OTM), entende que o setor de cabotagem é uma engrenagem essencial para a movimentação econômica brasileira e por isso necessita de evolução constante.  

"Como o Porto de Santos é a principal saída de cargas da Costa Brasil, ficamos muito felizes em saber que contribuímos para o aumento da movimentação de contêineres. Porém, com essa intensificação, surgem também as responsabilidades. O crescimento no volume exige do Porto de Santos um novo terminal de contêineres", comenta Roberto.

Além disso, o executivo se mantém otimista a respeito do comércio de importação e exportação nacional, com expectativas positivas para o cenário nacional de 2022. 

"Mesmo com o grande volume de cargas no Brasil sendo movimentadas pelas estradas, o mercado de cabotagem se mostra como um cenário positivo. Cada vez mais empresas optam por esse serviço, e quando o conhecem não voltam para o rodoviário, além é claro do crescimento orgânico de quem já está na cabotagem", explica Veiga.

É importante destacar também que o Porto de Santos cresceu a uma taxa anual composta acima da média do Produto Interno Bruto (PIB) para o período dos últimos 12 anos: de 2009 a 2021, o crescimento anual de tonelagem foi de 4,9%, já a taxa dos contêineres avançou 6,6%. No mesmo intervalo, o PIB brasileiro cresceu em média 1,1% ao ano, levando em consideração a expectativa mais atualizada do PIB para 2021, de 4,51%.

 

 

 

Fonte: Portal Terra.

Compartilhe:

Talvez você se interesse também:

Problemas logísticos influenciam na reputação de empresas

Problemas logísticos influenciam na reputação de empresas

Pesquisas apontam que variáveis internas e externas têm impacto no relacionamento das empresas com o cliente.

Porto de Itajaí bate recorde de movimentação em 2021

Porto de Itajaí bate recorde de movimentação em 2021

O complexo portuário registrou aumento de 16% na movimentação de TEU's, com crescimento de 21% na tonelagem, no período analisado.

Porto de Pecém bate recorde de toneladas de carga circulada

Porto de Pecém bate recorde de toneladas de carga circulada

Recorde do setor no estado cearense com mais de 22 milhões de toneladas movimentadas.